A carregar

Doutoramentos

Instituições Promotoras

CRIA/NOVA FCSH; CRIA/ISCTE; IELT/NOVA FCSH; INET-md/NOVA FCSH

Entidades Financiadoras

Descrição

O Programa de Doutoramento FCT em Antropologia: Políticas e Imagens da Cultura e Museologia visa fornecer uma aproximação simultaneamente diversificada e crítica aos processos contemporâneos de produção e reprodução de formas culturais e formar investigadores e profissionais altamente qualificados, com particular foco no Património Cultural Imaterial. A par da incidência nas práticas culturais e no Património Cultural Imaterial em Portugal, o programa visa também outros contextos de pesquisa em três eixos geográficos: países do Mediterrâneo, Brasil e países africanos de língua oficial portuguesa. Este programa tem uma forte componente interdisciplinar, enfoca a investigação e a aquisição de competências profissionais com vista à articulação com a UNESCO e o ICTM (International Council of Traditional Music) e privilegia a mobilidade dos discentes.

Centrado na pesquisa interdisciplinar sobre culturas expressivas, o programa aborda temas como:

  • o estudo do ritual e outras performances culturais,
  • a articulação entre património natural e cultural,
  • o papel dos museus e do turismo na objetificação da cultura,
  • a circulação e reescalonamento de expressões culturais,
  • a relação entre formas materiais e imateriais de expressão cultural.

Nota

Programa de Doutoramento FCT em Antropologia: Políticas e Imagens da Cultura e Museologia abriu em outubro de 2013. em outubro de 2015 e em outubro de 2018, em cada edição tendo sido atribuídas 8 bolsas de Doutoramento FCT (4 bolsas nacionais e 4 bolsas mistas).

Mais informações

NOVA FCSH

Instituições Promotoras

ISCTE-IUL, NOVA FCSH, CRIA/ISCTE, CRIA/NOVA FCSH, CEI-IUL, CICS-NOVA, IHC

Descrição

Os Departamentos de Antropologia da NOVA FCSH e do ISCTE consolidaram-se, desde a década de 1980, nas duas principais referências do ensino da antropologia em Portugal.

No século XXI, os seus centros de investigação uniram-se no CRIA (Centro em Rede de Investigação em Antropologia), a que pertence a maioria dos docentes do Doutoramento – além do CEI-ISCTE (Centro de Estudos Internacionais), CICS-NOVA (Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais) e IHC (Instituto de História Contemporânea).

Ambos os programas doutorais juntam-se agora, também, na criação de um Doutoramento em associação, incentivando assim a cooperação entre docentes, investigadores e recursos de ambas as instituições, com o objetivo de consolidar um programa doutoral com sinergias e escala de âmbito e qualidade internacionais.

Mais informações

Nova FCSH

Instituições Promotoras

Universidade de Coimbra

Descrição

O Doutoramento em Antropologia tem como objectivos formar investigadores altamente qualificados em cada um dos três ramos de especialização: Antropolgia Biológica (AB), Antropologia Social e Cultural (ASC) e Antropologia Forense (AF). Este curso é o único a nível nacional com os ramos de AB e AF.

O Curso tem como objectivos estudar a saude e a doença e o bem-estar; o conhecimento da variação humana numa perspectiva biocultural tanto nas populações passadas como na atualidade; as práticas culturais e representações sociais, políticas, museus e património; dinâmicas socio-culturais; evolução humana, ecologia humana, biologia do esqueleto, paleopatologia, genética, forense.

Mais informações

Universidade de Coimbra