A carregar
Linhas Temáticas

Recursos Informais, Estado e Capital Social

Coordenação: Antónia Pedroso de Lima e Manuela Ivone Cunha

Apresentação

Abrangendo uma grande variedade de economias morais, o núcleo visa estudar os aspetos específicos do funcionamento e das lógicas presentes nas redes sociais informais, tal como elas se constituem em dialética com o Estado, com o mercado e com as instituições de ambos os domínios.

Os membros do núcleo têm levado a cabo esta abordagem em diversos meios sociais e institucionais, tais como: a cintura industrial de Lisboa, onde o desemprego crescente aumentou a pressão sobre redes informais de solidariedade; bairros urbanos pobres, onde estas redes de apoio enfrentam novos desafios gerados por fenómenos de encarceramento maciço; instituições de mercado que desenvolvem programas de microcrédito e introduzem novas formas de geração de rendimentos sobrepostas a formas não institucionalizadas, ancoradas em relações pessoais; famílias da elite financeira portuguesa, cujos dividendos económicos são um resultado de múltiplos tipos de relações e da mobilização de laços informais; lógicas sociais do “empreendedorismo” e da criação de negócios em contextos académicos; formas horizontais, neomutualistas e cooperativas de cuidado, escolarização e participação política.

A investigação nestes diferentes contextos tem produzido materiais ricos, convidando a uma comparação capaz de iluminar os cruzamentos, especificidades e semelhanças na mobilização de recursos através de uma variedade de situações e estratos sociais.

Inserido em redes internacionais mais amplas (e.g. MERSOC, Moral Economies and the Regulation of Social Crises), o núcleo procura promover a partilha online de informação e a discussão informal de ideias através de encontros periódicos suscetíveis de se articularem com outras organizações regulares no âmbito do CRIA.

Todos os Projectos

Todas as Publicações

Equipa

Notícias

Produções

0 de 0 Produções

Não existem resultados para a sua pesquisa.