Segurança em contexto: um estudo antropológico sobre os contextos, as políticas e as práticas de segurança no Portugal do século XXI

Investigador responsável: Catarina Frois
Grupo de investigação: Governação, Políticas e Quotidiano
Tipo de projeto: Investigador contratado
Estado: Em curso
Palavras-chave: Segurança humana | Portugal | União Europeia | Antropologia política


Instituição principal: CRIA
Instituições participantes: n.a.
Financiamento: FCT
Referência: IF/00699/2012
Data de início: 01-09-13

Mais informação:

Resumo

A questão da segurança é um problema global e está na linha da frente do actual debate político, social, económico e cultural, em particular na União Europeia. Dando continuidade a trabalhos anteriores e actividades em rede sobre vigilância e segurança, este projecto reflecte sobre segurança humana em Portugal no contexto da União Europeia. A sua abordagem etnográfica aprofundada é inovadora na medida em que se assume que a reflexão em torno da segurança não deve restringir-se a questões relacionadas com crime e terrorismo mas que é urgente uma perspectiva mais abrangente: as políticas de segurança implementadas e partilhadas por estados soberanos são o resultado da interacção entre a esfera pública e privada; são vários os actores que contribuem para a produção de políticas, sendo mutuamente influenciados; a produção de políticas de segurança no seio da EU implica factores internos e externos e a sua importância varia concoante a história económica, social e política. O caso português, em termos da sua especificidade, passado recente e actuais desenvolvimentos, apresenta-se como um ponto de partida para compreender as políticas europeias na sua generalidade. Enfatizar a interdependência em termos nacionais e internacionais (como espelhando nas prioridades da Europa 2020) é um objectivo central, procurando questionar quais os racionais em torno da segurança, as diferentes concepções do papel do Estado, e o seu papel enquanto agente com responsabilidades na protecção dos seus cidadãos. Por outras palavras, assumimos que é primordial compreender como se mantém o equilíbrio entre poder económico, idiossincracias políticas e culturais, bem como a manutenção de direitos fundamentais. Neste projecto pretende-se ainda expandir a interdisciplinaridade da temática adopando uma perspectiva holística em torno da segurança, tendo em conta os vários interlocutores em causa.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub36*Catarina FroisInvestigadorproj169*Segurança em contexto: um estudo antropológico sobre os contextos, as políticas e as práticas de segurança no Portugal do século XXIInvestigador contratadoEm curso
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT