“Quem tem medo do Lobo Mau?” – Património natural e turismo no Parque Nacional Peneda-Gerês

Investigador responsável: Filipa Costa
Grupo de investigação: Desafios Ambientais, Sustentabilidade e Etnografia
Tipo de projeto: Doutoramento
Estado: Em curso
Palavras-chave: Património natural | Áreas protegidas | Parque Nacional da Peneda-Gêres | Lobo ibérico


Instituição principal: CRIA
Instituições participantes: n.a.
Financiamento: FCT
Referência: PD/BD/113909/2015
Data de início: 01-10-15

Mais informação:

Resumo

O Parque Nacional Peneda-Gerês (PNPG) situa-se nas montanhas do noroeste português e estende-se por cerca de 70 mil hectares. Fundado em 1971, a missão do parque é a valorização e a preservação dos valores humanos e naturais para propósitos educacionais, científicos e turísticos. Encontramos então uma distinção clara entre elementos naturais (traduzidos no conceito de biodiversidade) e elementos culturais (associados sobretudo ao património arqueológico e rural). Focando-me nas práticas discursivas do Parque assim como nas experiências dos visitantes, o objectivo principal da investigação será aceder às áreas de consensualidade e/ou dissonância relativamente aos conceitos de natureza, cultura, património, autenticidade e preservação. Através de uma análise de conteúdo das práticas discursivas oficiais do Parque, pretendo explorar como a natureza se torna património e um destino turístico, analisando os processos de patrimonialização em causa e os conceitos de natureza e cultura que lhe são subjacentes. Metodologicamente, complementarei a análise de mapas, textos, imagens e displays museológicos com entrevistas a agentes do PNPG. Para além disso, através de observação participante numa actividade específica (passeios pedestres) e de entrevistas aos visitantes, focarei a minha atenção nas suas experiências e percepções da natureza e na forma como estas se relacionam com as práticas discursivas do Parque. Pretendo ainda dedicar especial atenção a um elemento específico do património natural destacando-o como estudo de caso: o lobo ibérico (Canis lupus signatus). Para além de explorar os processos de patrimonialização da espécie que passam pela recente valorização turística do património material e imaterial associado ao lobo, dedicarei especial atenção aos visitantes que procuram programas turísticos relacionados com esta espécie emblemática. Este projecto de investigação pretende contribuir para uma discussão mais vasta sobre os processos de patrimonialização, mas sobretudo alargar o entendimento sobre os processos que transformam a natureza em património em contextos de áreas protegidas, assim como aprofundar o conhecimento sobre a patrimonialização de espécies animais específicas. Pretende ainda oferecer uma perspectiva sobre um tema que a literatura antropológica tem negligenciado: os visitantes dos parques.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub6*Amélia Frazão MoreiraOrientador/Supervisorproj243*"Quem tem medo do Lobo Mau?" - Património natural e turismo no Parque Nacional Peneda-GerêsDoutoramentoEm curso
pub473*Filipa CostaBolseiroproj243*"Quem tem medo do Lobo Mau?" - Património natural e turismo no Parque Nacional Peneda-GerêsDoutoramentoEm curso
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT