Por-Tugu-Ese? A comunidade protestante de Tugu em Jakarta, Indonésia

Investigador responsável: Raan-Hann Tan
Grupo de investigação: Desafios Ambientais, Sustentabilidade e Etnografia
Tipo de projeto: Doutoramento
Estado: Concluído
Palavras-chave: Mardijkers | Betawi | Identidade portuguesa | Aldeia cristã | Keroncong Tugu


Instituição principal: CRIA
Instituições participantes: n.a.
Financiamento: Governo da Malásia
Referência: KPT(BS) 820218075958
Data de início: 21-11-11

Mais informação: link

Resumo

Embora já tenham decorrido vários séculos desde os Descobrimentos portugueses, ainda sobrevivem comunidades híbridas em lugares onde os portugueses tinham estado presentes. Por exemplo, em Malaca, Larantuka e Timor-Leste uma identidade portuguesa tem sido sempre associada ao catolicismo. Em Batávia, pelo contrário, a população que falava português (os mardijkers, os escravos e os burghers) foi convertida ao calvinismo aquando da colonização holandesa, formando a comunidade portuguesa protestante da Indonésia. O contributo original deste estudo reside nas seguintes interrogações: como e porquê a comunidade protestante de Tugu, na Indonésia pós-colonial, se tem mantido integralmente como “portuguesa”, e tem persistido como um coletivo durante cinco séculos? Para responder a estas perguntas, foi efectuado um trabalho de terreno em Kampung Tugu (e em Pejambon) em Jakarta, Indonésia. Aprofunda-se, em particular, o papel das práticas religiosas locais, assim como as genealogias, o vestuário e a música deste grupo sumamente crioulo.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub31*Brian Juan O'NeillOrientador/Supervisorproj140*Por-Tugu-Ese? A comunidade protestante de Tugu em Jakarta, IndonésiaDoutoramentoConcluído
pub441*Raan-Hann TanBolseiroproj140*Por-Tugu-Ese? A comunidade protestante de Tugu em Jakarta, IndonésiaDoutoramentoConcluído
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT