Os esqueletos humanos como documentos: avaliar a saúde através de dados osteológicos e dados históricos

Investigador responsável: Francisca Alves Cardoso
Grupo de investigação: Práticas e Políticas da Cultura
Tipo de projeto: Pós-doutoramento
Estado: Concluído
Palavras-chave: Registos ósseos | Paleobiologia | Paleopatologia | Saúde | Portugal | Desigualdades espaciais


Instituição principal: CRIA
Instituições participantes: n.a.
Financiamento: FCT
Referência: SFRH/BPD/43330/2008
Data de início: 16-12-08

Mais informação:

Resumo

Na disciplina de Antropologia Biológica, os restos humanos esqueletizados têm sido sistematicamente utilizados para avaliar a saúde das populações do passado. No entanto, no decorrer das últimas décadas, a precisão deste pressuposto tem sido debatida. Este projeto incide precisamente neste ponto, e tem como objetivo avaliar a correlação entre dados de origem osteológica (esqueletos/ossos) e histórica e o seu contributo para a reconstrução do status sanitário de populações do passado. Pretende também contribuir para esta discussão através da introdução de novas técnicas de registo e análise de dados osteológicos. Esta pesquisa procura novas abordagens para a avaliação da saúde com base na análise paleopatológica. A investigação incide sobre as desigualdades espaciais entre variáveis de natureza histórica e biológica (óssea). Tem como referência cidades de Lisboa (Portugal), durante os séculos XIX e XX. O resultado da investigação irá reforçar o estudo dos esqueletos humanos como meios para reconstruir o passado humano, ou reforçar as preocupações crescentes e a necessidade de uma nova abordagem metodológica para a avaliação da saúde por meio de esqueletos humanos. O projeto procura também discutir o quadro ético e legal das coleções osteológicas compostas por indivíduos “identificados”, contextualizando a génese das coleções e o seu significado.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub6*Amélia Frazão MoreiraOrientador/Supervisorproj24*Os esqueletos humanos como documentos: avaliar a saúde através de dados osteológicos e dados históricosPós-doutoramentoConcluído
pub59*Francisca Alves CardosoBolseiroproj24*Os esqueletos humanos como documentos: avaliar a saúde através de dados osteológicos e dados históricosPós-doutoramentoConcluído
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT