Os cidadãos, a mobilidade e o Estado: os cabo-verdianos em Portugal

Investigador responsável: Elizabeth Challinor
Grupo de investigação: Governação, Políticas e Quotidiano
Tipo de projeto: Investigador contratado
Estado: Concluído
Palavras-chave: Mobilidade | Politicas públicas | Estudantes | Cabo Verde | Educação vocacional


Instituição principal: CRIA
Instituições participantes: n.a.
Financiamento: FCT
Referência: CONT_DOUT/119/CRIA/4038/10791/2/2008
Data de início: 15-12-14

Mais informação:

Resumo

Qual é a relação entre mobilidade, cidadania e cosmopolitismo? Investigar esta questão aborda um dos principais desafios societais que a Europa enfrenta: como promover sociedades inclusivas? Isso requer atenção especial ao papel das políticas públicas. O projecto de investigação procura abordar esta questão através da adoção de uma perspetiva transnacional no estudo de como as políticas públicas em Portugal e Cabo Verde influenciam as práticas de pensamento, as estratégias de subsistência, as opções de mobilidade e as perceções de cidadania de jovens adultos cabo-verdianos em Portugal. A promoção de sociedades inclusivas e seguras constitui uma preocupação legítima não só para os cidadãos europeus, mas também para os migrantes residentes na Europa, cuja presença serve para desafiar conceções estreitas de cidadania e de cosmopolitismo. Com base na premissa de que o cosmopolitismo não é um domínio exclusivo da elite, o objetivo é estudar as práticas migratórias cabo-verdianas, em um regime de estrutura de mobilidade (Schiller e Salazar 2012), à luz da literatura sobre cosmopolitismos marginais e subalternos (Werbner 2006, Gidwani 2006). Ao traçar as trajetórias dos cabo-verdianos que permaneceram em Portugal depois de concluir ou abandonar os seus estudos nas faculdades de formação profissional, este projeto irá investigar como eles navegam entre legalidade e ilegalidade, trabalho e bem-estar social, inclusão e exclusão. O objetivo é examinar se as políticas públicas e as categorias que criam são capazes de responder aos estatutos intermediários de indivíduos instalados na mobilidade. Será dada atenção ao gênero e à classe social. As interfaces sociais entre as instituições do Estado e os migrantes cabo-verdianos, bem como o papel que as relações de parentesco desempenham nos processos de tomada de decisão também serão examinados. Os objetivos da pesquisa foram formulados de acordo com os objetivos científicos do grupo de pesquisa da instituição anfitriã “Governança, políticas e meios de subsistência”.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub50*Elizabeth ChallinorInvestigadorproj197*Os cidadãos, a mobilidade e o Estado: os cabo-verdianos em PortugalInvestigador contratadoConcluído
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT