O material ósseo do Museu de Anatomia da UFPA: estudo paleobiológico

Investigador responsável: Francisca Alves Cardoso
Grupo de investigação: Práticas e Políticas da Cultura
Tipo de projeto: Projeto internacional
Estado: Concluído
Palavras-chave: Museus | Osteologia humana | Paleobiologia | Paleopatologia | Amazónia


Instituição principal: UFPA (Brasil)
Instituições participantes: n.a.
Financiamento: CNPq (Brasil)
Referência: CNPq 400998/2010-6
Data de início: 01-07-10

Mais informação:

Resumo

O presente projecto tem como objectivo primário o estudo paleobiológico do espólio osteológico humano que faz parte da colecção óssea do Museu de Anatomia da Universidade Federal do Pará (UFPA), e do Laboratório de Antropologia Biológica do Instituto de Ciências Biológicas da UFPA. Este projecto irá contribuir para o conhecimento da população presente e passada, da região do Amazonas, especificamente do Pará. Irá também permitir o aperfeiçoamento das condições de docência da disciplina de Antropologia Biológica na UFPA, assim como para o desenvolvimento institucional da UFPA, e sua internacionalização. Sumariamente, os resultados deste estudo irão permitir: 1) criar os primeiros parâmetros de análise paleobiológicos para as populações do Estado do Pará, e servir de base para a implementação de uma colecção osteológica de referência; 2) apresentar uma análise concisa do espólio ósseo e suas principais características morfológicas, demográficas e paleopatológicas; 3) identificação de casos patológicos que poderão ser utilizados em várias disciplinas, desde as ciências médicas à Antropologia Biológica, ministradas na UFPA; 4) criação de uma base de dados a ser utilizada para comparações com outras populações internacionais e assim promover a colaboração institucional; 5) publicação de artigos a nível nacional e internacional sobre o material estudado com ênfase na componente Paleobiológica do projecto, mas sem esquecer a sua contextualização Institucional (UFPA), regional (Estado do Pará, região do Amazonas), nacional e internacional. Espera-se assim contribuir para o conhecimento das populações do Amazonas do passado e do Presente, à semelhança de outros estudos internacionais (Roberts and Cox 2003; L’Abbé and Steyn 2007; Rojas-Sepúlveda, Ardagna et al. 2008). Os resultados do estudo do material ósseo permitirão discutir aspectos da biologia e comportamento humano com base em pressupostos da Antropologia Biológica, Arqueologia, História entre outras disciplinas (Larsen 2000; Larsen 2002; Buikstra and Beck 2006; Alves Cardoso 2008; Pinhasi and Mays 2008). Este tipo de estudos, denominados senso lato de estudos paleobiológicos, ou de bioarqueologicos por certos investigadores, procuram destacar o dinamismo socio-cultural das comunidades humanas, e o seu impacto no organismo humano (Katzenberg and Saunders 2000; Pinhasi and Mays 2008). De um modo geral os estudos paleobiológicos procuram a abordagem populacional, em que se buscam padrões de desenvolvimentos populacionais através das taxas de mortalidade, esperança médias de vida, e outros parâmetros da demografia humana; padrões tipológicos populacionais, tais como a presença de caracteres morfológicos distintos, robustez do esqueleto, e estatura dos indivíduos; e, especificamente, padrões sanitários populacionais em que se procura discutir-se a paleoepidemiologia das populações do passado. Quais as doenças mais presentes? Houve alterações na sua frequência ao longo dos tempos? Qual o grau de morbididade das populações? Para além das questões populacionais, o estudo a nível do indivíduo é também importante – as osteobiografias fornecem informações que contribuem para o aprimoramento dos critérios de patologias que deixam as suas marcas nos ossos, como por exemplo a sífilis, tuberculose, lepra, artose assim como outras patologias degenerativas articulares. Permite também um estudo mais conciso sobre a variabilidade humana geral, entre sexos e idades. Este projecto irá implementar na região do Amazonas estudos académico-científicos com estas características, abrindo novas avenidas de investigação e conhecimento do passado.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub59*Francisca Alves CardosoInvestigador Responsávelproj174*O material ósseo do Museu de Anatomia da UFPA: estudo paleobiológicoProjeto internacionalConcluído
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT