Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)

Investigador responsável: Cyril Isnart (CIDEHUS-UÉ)
Grupo de investigação: Circulação e Produção de Lugares
Tipo de projeto: Projeto nacional
Estado: Concluído
Palavras-chave: Memória | Monoteísmos | Património cultural | Mediterrâneo


Instituição principal: Universidade de Évora (CIDEHUS/UÉ)
Instituições participantes: CRIA (NOVA FCSH); Ecole des Hautes Etudes Hispaniques et Ibériques (EHEHI); Institut d’Ethnologie Méditerranéenne, Européenne et Comparative (IDEMEC); Temps, Espaces, Langages, Europe Méridionale – Méditerranée (Telemme)
Financiamento: FCT
Referência: PTDC/IVC-ANT/4033/2012
Data de início: 01-07-13

Mais informação: link

Resumo

O projeto MERAP-MED tem como objetivo a exploração etnográfica e comparativa da construção do património das comunidades religiosas no Mediterrâneo, para renovar os campos dos Heritage e Religious Studies na região. MERAP-MED focalizara o trabalho sobre as maneiras de construir e representar as identidades religiosas nos contextos multiconfissionais. Historicamente, o Mediterrâneo é considerado como um espaço cultural singular onde a coexistência dos monoteísmos parece central nas sociedades locais. Se podemos observar uma grande variedade de modalidades de coexistência religiosa, desde a convivencia mítico na Espanha Medieval até os conflitos religiosos/políticos, existem todavia modos quotidianos de viver lado ao lado, que demonstram que uma vida interconfessional é uma realidade histórica do Mediterrâneo. Matrimónios misturados, conversões, hibridismo e sincretismo ritual, compartilha de práticas devocionais aparecem como verdadeiros espaços plurais, mas também como dispositivos confessionais assegurando a coexistência e a persistência identitária confessionais. O espaço cultural e religioso do Mediterrâneo, entendido como multiconfessional, é um objeto recente para as ciências humanas e sociais, embora a patrimonialização dos vestígios culturais dos monoteísmos parece-se iniciar com a conquista colonial dos estados europeus e a patrimonialização torna-se hoje incontornável para os estados-nação independentes, a revivificação das minorias e o desenvolvimento de turismo cultural. O legado dos monoteísmos no Mediterrâneo foi, e ainda é, materializado pelos vestígios arquitectónicos ou arqueológicos, lugares sagrados, museus e itinerários religiosos para turistas estrangeiros, locais e peregrinos. Porém, por um lado, a difusão das religiões monoteístas, a superposição dos poderes religiosos e políticos, e os usos coloniais do património tornaram mais confusos os limites entre memórias religiosas e património como recurso político na construção do estado-nação. Por outro lado, algumas reivindicações patrimoniais localizadas aparecem dentro do Mediterrâneo que tentam de singularizar as memórias religiosas e vão além dos três monoteísmos (que são na realidade um conjunto de subgrupos confessionais), tais safardes, católicos coloniais, cristãos arménios, sufi, gnawa ou até mesmo protestantes. Estudiosos do Mediterrâneo nunca publicaram sobre estes ligações entre religiões e património, ou, pelo menos, trabalharam muito recentemente em pesquisas aplicadas para preservação do património, sem pôr em crítica o facto que o património é uma prática social, que pode ser usada pelos atores políticos ou religiosos, por minorias confessionais ou instituições eclesiásticas, como um dispositivo de estabilização das identidades, que serve a negociar o papel dos grupos na cena plural do Mediterrâneo. Portanto, se o passado dos vários grupos religiosos transforma-se hoje em património, MERAP-MED propõe explorar o cuidado religioso do passado como uma parte essencial do modo monoteísta de acreditar. Sem dúvida o passado já é teologicamente e ritualmente importante nas três religiões (profetas, templos, santos, até textos sagrados). Mas é preciso hoje investigar para entender melhor o que é em jogo nas fundações de museus e arquivos, nas organizações de visitas guiadas e nas edições de panfletos pelas minorias confessionais e instituições eclesiásticas oficiais. Os membros da equipa, historiadores, geógrafos e antropólogos, têm feito estudos sobre a administração do património religioso, a compartilha de devoções, a patrimonialização pelas igrejas, as minorias confessionais ou a revivificação de rituais, principalmente nas costas norte do Mediterrâneo. Eles dispõem de uma gama fina de competências e conduzirão recolhas de campo, que serão compartilhadas e confrontadas numa série de três reuniões de trabalho fechadas, durante dois seminários do programa e uma PhD School final. As duas direcções metodológicas, descrição fina de estudos de caso e comparação, permitirão a construção de um conhecimento preciso das dinâmicas patrimoniais actuais nos meios religiosos. Por além de uma difusão académica dos resultados do programa (artigos nas revisitas internacionais, comunicações em congressos internacionais e seminários), MERAP-MED criará um sítio na plataforma LusOpenEdition.org, para publicar curtos working papers e imagens de campo, e organizara uma PhD School no fim do programa. Por além disso, MERAP-MED permitirá a consolidação de uma equipa internacional e multidisciplinar especializada na patrimonialização religiosa no Mediterrâneo. Os membros podem actuar como um grupo de especialistas sedados em Portugal, mas também ligados às instituições académicas internacionais envolvidas nos estudos do Mediterrâneo e do Sul, e assim, reforçam a orientação principal do CIDEHUS.UE enquanto centro de referência sobre o Sul e os espaços periféricos de Europa.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub114*Maria Cardeira da SilvaInvestigadorproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)Projeto nacionalConcluído
pub247*Nuno MoraInvestigadorproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)Projeto nacionalConcluído
pub159*Raquel CarvalheiraBolseiroproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)Projeto nacionalConcluído
pub77*Joana LucasBolseiroproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)Projeto nacionalConcluído
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT
Cyril IsnartInvestigador ResponsávelCIDEHUS-UÉproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)
André JulliardInvestigadorproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)
Jérémie FoaInvestigadorproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)
Manoël PénicaudInvestigadorproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)
Maria CondeInvestigadorproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)
Nathalie CerezalesInvestigadorproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)
Pierre SintesInvestigadorproj44*Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo: coexistência confessional e afirmação patrimonial (MERAP-MED)