Medicalização da maternidade em Portugal e em Inglaterra: um estudo etnográfico

Investigador responsável: Joanna White
Grupo de investigação: Governação, Políticas e Quotidiano
Tipo de projeto: Investigador contratado
Estado: Concluído
Palavras-chave: Maternidade | Gravidez | Parto | Políticas de saúde | Medicalização | Incorporação | Género | Conhecimento | Poder | Agência


Instituição principal: CRIA
Instituições participantes: n.a.
Financiamento: FCT/Marie Curie Actions
Referência: WELCOME II/119/CRIA/1007/2011
Data de início: 07-10-11

Mais informação:

Resumo

A medicalização do parto e os seus impactos são matérias que suscitaram susbtancial interesse entre os académicos, os decisores das políticas de saúde, os ativistas e o público em geral. Os estudos de ciências sociais revelaram a forma como uma infinidade de fatores influenciam as experiências e as consequências subjetivas da maternidade. Estas incluem identidades de género internalizadas, corporização, estruturas de serviços de saúde materna e a “autoridade do conhecimento” dos profissionais de saúde. Será conduzido um estudo etnográfico incorporando uma dupla exploração: a realidade corporizada durante a gravidez e parto em mulheres selecionadas e as perspectivas da equipa de saúde materna encarregada de cuidar dessas mulheres. A gravidez e o parto serão examinados como processos críticos e como acontecimentos em que indivíduos com histórias e subjetividades distintas interagem em contextos particulares, negociando significados e resultados. Será dada atenção às formas como a identidade, os discursos específicos e os modos de conhecimento e estruturação das configurações de saúde materna definem e influenciam a forma como a maternidade é percebida, experimentada e gerida pelas mulheres e pela equipa de saúde. A medicalização será situada de acordo com estes vários elementos. O projeto é relevante para os debates contemporâneos nas ciências sociais no que concerne corporização, maternidade, conhecimento, poder e agência, e também tem maior relevância para os decisores de políticas de saúde, dada a tendência na Europa para o aumento da intervenção médica durante o parto.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub248*Joanna WhiteInvestigadorproj186*Medicalização da maternidade em Portugal e em Inglaterra: um estudo etnográficoInvestigador contratadoConcluído
pub423*Filipa QueirósBolseiroproj186*Medicalização da maternidade em Portugal e em Inglaterra: um estudo etnográficoInvestigador contratadoConcluído
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT