Maria Helena A. G. Marques

Grau académico: Doutoramento
Categoria: Colaboradores
Polo institucional: ISCTE-IUL
Grupo de investigação: Desafios Ambientais, Sustentabilidade e Etnografia
Linha temática:
Interesses de pesquisa: Agrobiodiversidade | Diversificação agrícola | Diversidade cultural | Património vegetal agrícola
Contextos de pesquisa: Portugal
Contacto: mhelenamarques@hotmail.com
Mais informação:

Nota biográfica

Maria Helena Marques é doutorada em Antropologia pelo ISCTE-IUL (2014), tendo defendido, como bolseira de doutoramento da FCT, a tese intitulada “Para não perder o inço. Práticas, discursos e conflitos em torno da guarda de sementes” que serviu de base para o livro “Guardar as Sementes: Preservar a Biodiversidade Agrícola e a Pluralidade Cultural”, publicado em 2017 pela Deriva/Le Monde Diplomatique – Edição Portuguesa. Fez mestrado em Antropologia, na especialidade de Patrimónios e Identidades, sobre a raça asinina de Miranda, com a tese “O burro mirandês: a definição de um património. Estudo de caso numa aldeia da Terra de Miranda” (ISCTE, 2007) e é licenciada em Antropologia pelo ISCTE (2002). Como antropóloga, realizou, durante cerca de ano e meio (2007-2008) – a convite da APPACDM de Castelo Branco e em parceria com o Museu Nacional de Etnologia – um estudo de que resultou o trabalho intitulado “A sericicultura em Portugal: contributos para a sua história na Beira Interior” (não publicado).

Publicações
AutorID_filtro_tablepressAnoTipoPublicação
Maria Helena A. G. Marquespub119*2017LivroMARQUES, Maria Helena, 2017, Guardar as Sementes: Preservar a Biodiversidade Agrícola e a Pluralidade Cultural, Lisboa, Deriva e Outro Modo, Le Monde diplomatique - Edição Portuguesa, 347 pp., ISBN: 978-989-8701-28-2.link
Projetos

IDInvestigadorFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado+
pub119*Maria Helena A. G. MarquesBolseiroproj109*Para não perder o inço: práticas, discursos e conflitos em torno da guarda de sementesDoutoramentoConcluído+