Laboratório Jill Rosemary Dias

Responsável pelo Laboratório: Maria Cardeira da Silva

Localização: Edifício ID, NOVA FCSH, Av. Berna, 26, 1069-061 Lisboa


Em homenagem ao percurso de Jill Rosemary Dias, o laboratório JRD pretende dinamizar investigação que privilegie o cruzamento entre a Antropologia, a História e a fotografia, especial mas não exclusivamente em contextos africanos. Constituído inicialmente em torno do seu acervo documental, bibliográfico e visual cedido à NOVA FCSH para gestão do CRIA, o laboratório Jill Rosemary Dias tem-se empenhado em apoiar a investigação desse fundo e a implementação de linhas de intervenção similares, com atribuição periódica de bolsas de pesquisa. Os cruzamentos com outros laboratórios e núcleos do CRIA, principalmente o NAVA, são também encorajados, assim como a cooperação com instituições e plataformas com preocupações afins, nomeadamente a Memórias de África e do Oriente, onde está alojado e divulgado online parte do acervo visual de Jill Rosemary Dias. O laboratório JRD encoraja a cooperação com centros de investigação de países africanos, sobretudo nas áreas de estudos coloniais e pós-coloniais, homenageando ainda a postura antropológica de Jill Dias, que sempre enfatizou o facto de estes campos de estudos deverem ser entendidos e investigados numa linha de continuidade histórica. Dada a sua orientação, este laboratório pretende também vocacionar-se para o apoio à museografia e outras atividades de display cultural que envolvam arquivo – particularmente arquivos não oficiais de diferentes tipos – e fotografia. Nesse sentido, o laboratório JRD apresenta-se como um dispositivo importante não apenas para a capitalização da transdisciplinaridade e da dimensão laboratorial da Antropologia, como para a divulgação, pedagogia e partilha no espaço público.

Jill Rosemary Dias (1944-2008)