encontros_cientificos Encontros científicos | Scientific meetings fora_academia Fora da academia | Outside the academy

A carregar Eventos

« Todas as iniciativas

  • Este evento já decorreu.

Jornadas Europeias do Património 2018 – “Partilhar Memórias”

28 Setembro

Jornadas Europeias do Património 2018 – “Partilhar Memórias”
28 de setembro de 2018
14h -16h – lançamento de livro
17h – exposição e mesa-redonda
18h – lançamento de livro

Locais: NOVA FCSH | Sede da Associação de Exilados Políticos Portugueses | Museu do Trabalho Michel Giacometti

Organização: CRIA, DGPC, AEP61-74 – Associação de Exilados Políticos Portugueses, Museu do Trabalho Michel Giacometti.


À semelhança de anos anteriores, o Centro em Rede de Investigação em Antropologia associa-se às Jornadas Europeias do Património 2018, através da apresentação de três iniciativas no dia 28 de setembro, sexta-feira: dois lançamentos de livro – um na NOVA FCSH e outro no Museu Giacometti em Setúbal –  e uma exposição e mesa-redonda na Sede da AEP61-74, Associação de Exilados Políticos Portugueses, Lisboa.

Lançamento de livro

Os Moinhos e os Moleiros do Rio Guadiana. Uma Visão Antropológica
de Luís Silva (CRIA NOVA FCSH)
Apresentação: Pedro Prista (CRIA/ISCTE-IUL)

28 de setembro | 14h00 – 16h00
Auditório 2, Torre B, 3º Piso, NOVA FCSH
Av. de Berna, 26 | 1069-061 Lisboa

Resumo
Este livro aborda os moinhos do rio Guadiana, concretamente os moinhos edificados a jusante da foz do Caia, de um ponto de vista antropológico. Especial atenção é conferida aos aspetos técnicos e aos aspetos sociais e económicos destes peculiares moinhos hidráulicos. O principal objetivo do trabalho de investigação aqui apresentado é enriquecer o campo de estudos das tecnologias tradicionais portuguesas, particularmente aquelas que eram destinadas à moagem de cereais (para fins de alimentação humana e animal), contribuindo, simultaneamente, para a preservação da sua memória. O estudo baseia-se, sobretudo, em materiais etnográficos recolhidos pelo autor sensivelmente nas últimas duas décadas, incluindo o testemunho direto de antigos moleiros e de antigos acarretadores ou maquilões.

Organização
Luís Silva (CRIA NOVA FCSH)
CRIA – Centro em Rede de Investigação em Antropologia


Exposição e Mesa-redonda

Exílios: contrariar silêncios e partilhar memórias
28 de setembro | 17h
Sede da AEP61-74 Associação de Exilados Políticos Portugueses
Pólo de Telheiras da Casa da Cidadania
Rua Professor Francisco Gentil, nº 33 | 1600-622 LISBOA

Apresentação
Esta actividade pretende contribuir para um entendimento mais aprofundado da história da Europa e para a partilha da diversidade das suas memórias sobre vivências em regimes políticos diversos.
A experiência do exílio encontra-se ligada a percursos biográficos que combatem regimes totalitários encontrando refúgio em sistemas democráticos. Esta experiência de solidariedade e de construção da cidadania em território europeu deve ser lembrada e trazida para uma discussão alargada sobre as actuais politicas de acolhimento.
A história da Europa totalitária deve ser lembrada a par da história da Europa solidária. O caso dos exilados, nomeadamente os que fugiam do regime repressivo português (1926-1974) e que encontram refúgio em países como a França, a Inglaterra, a Holanda, o Luxemburgo, a Suécia, a Dinamarca, é exemplar para trazer a público um debate alargado sobre as experiencias do exílio.
Pretende-se através de uma exposição e de uma mesa-redonda dar visibilidade aos protagonistas e às suas memórias, bem como reflectir sobre o papel dos antropólogos enquanto agentes patrimonializadores e os desafios que se colocam à colaboração em projectos promovidos por grupos de cidadãos em parceria com a academia.

Organização
Sónia Ferreira (CRIA NOVA FCSH)
Sónia Vespeira de Almeida (CRIA NOVA FCSH)
CRIA – Centro em Rede de Investigação em Antropologia
AEP61-74 – Associação de Exilados Políticos Portugueses


Lançamento de livro

Pelos que andam sobre as águas do mar: páginas de um processo artístico e etnográfico 
28 de setembro | 18h
Museu do Trabalho Michel Giacometti, Setúbal

Apresentação
Partindo d’Os Pescadores de Raul Brandão e do trabalho de pesquisa junto de diferentes comunidades piscatórias do país, Pelos que andam sobre as águas do mar é um espectáculo que pretende reflectir e homenagear aqueles que fazem e fizeram do mar a sua vida. Apresenta-se agora um livro que remete para os encontros e histórias de mar que serviram de inspiração a este projecto, nomeadamente na comunidade piscatória de Setúbal.

Organização
Vanessa Amorim (CRIA/ISCTE-IUL)
CRIA – Centro em Rede de Investigação em Antropologia
Museu do Trabalho Michel Giacometti

Programa completo aqui.


Detalhes

Data:
28 Setembro
Categorias de Evento:
,

Local

CRIA

Organização

DGPC
AEP61-74 – Associação de Exilados Políticos Portugueses
Museu do Trabalho Michel Giacometti