encontros_cientificos Encontros científicos | Scientific meetings fora_academia Fora da academia | Outside the academy

A carregar Eventos

« Todas as iniciativas

  • Este evento já decorreu.

Fronteiras étnico-raciais no Brasil contemporâneo: repertórios da etnicização (Nuno Oliveira)

22/02/2017, 17:30 - 19:30

Encontros Mensais sobre Experiências Migratórias

“Fronteiras étnico-raciais no Brasil contemporâneo. Repertórios da etnicização”
Nuno Oliveira (CIES-IUL) – apresentação
Otávio Raposo (CIES-IUL) – comentador

22 de fevereiro de 2017, 17h30
Sala a designar, ISCTE-IUL


Resumo

A celeuma em torno das quotas para negros nas universidades públicas colocou, uma vez mais, a questão racial na esfera pública brasileira. Esta é no entanto apenas uma parte do processo de implementação de acções afirmativas que se tem vindo a consolidar na última década tendo por objecto os negros. Partindo de trabalho de campo realizado no Brasil, analiso como as categorizações raciais são apropriadas por quadros cognitivos diferenciados que proporcionam uma leitura das identidades colectivas e de como as suas fronteiras são percepcionadas. Nestes repertórios, as identidades nacional, grupal e individual intersectam-se permitindo organizar a percepção da diversidade étnico-racial, assim como a sua expressão pública, de acordo com tais quadros. A análise incide sobre um corpus discursivo recolhido através de entrevistas semidirectivas com actores-privilegiados do campo das classificações étnico-raciais. Estabelecem-se algumas implicações no domínio das modalidades de governança da diversidade, da força social das identidades colectivas e das percepções sobre o papel do Estado nas práticas distributivas e de reconhecimento.


Nota biográfica

Nuno Oliveira é investigador de pós-doutoramento no CIES-IUL, e foi recentemente investigador do Instituto Max Planck para o Estudo da Diversidade Religiosa e Étnica. Desenvolve trabalho na Europa e América Latina sobre governança urbana e incorporação da diversidade cultural no espaço local assim como o significado do novo modo de incorporação intercultural em Portugal. Doutorado em Sociologia (ISCTE–IUL), trabalhou como perito nacional destacado na Agência Europeia dos Direitos Fundamentais (FRA) e foi coordenador do Ponto Focal Nacional para o estudo do racismo e da xenofobia da rede europeia Raxen. Tem publicações na Policy and Politics, Dados – Revista Brasileira de Ciências Sociais, Language and Intercultural Communication; New Diversities, e Sociologia Problemas e Práticas.


Otávio Raposo (CIES-IUL)

Otávio Raposo é investigador de pós-doutoramento pelo CIES-IUL (e bolseiro da FCT) e participou em várias pesquisas na área dos estudos urbanos, juventude, segregação e migrações em Portugal e no Brasil. Atualmente está a abordar as políticas públicas e o engajamento político-cidadão dos jovens das periferias de Lisboa. Realizou vários documentários, entre os quais “Nu Bai. O rap negro de Lisboa”.


Detalhes

Data:
22/02/2017
Hora:
17:30 - 19:30
Categorias de Evento:
,
Etiquetas de Evento:

Organização

CRIA
CIES-IUL
Observatório da Emigração
Rede Migra

Local

ISCTE-IUL
Av. das Forças Armadas 376
Lisboa, 1600-077 Portugal
+ Mapa do Google