encontros_cientificos Encontros científicos | Scientific meetings fora_academia Fora da academia | Outside the academy

A carregar Eventos

« Todas as iniciativas

  • Este evento já decorreu.

Exposição Fotográfica “As Marcas de Valadares” [inauguração]

19/09/2016, 18:00

Exposição Fotográfica “As Marcas de Valadares”

19 de setembro a 11 de outubro de 2016

Inauguração: 19 de setembro, 18h | Sala de Exposições, piso 0, Ed. II, ISCTE-IUL


CONVITE

Inaugura no próximo dia 19 de setembro, às 18h, na sala de exposições do ISCTE-IUL (piso 0, Ed. II) a Exposição Fotográfica “As Marcas de Valadares”, que retrata a viola caiçara e o fandango da Ilha dos Valadares, Brasil. Este é um projeto de intercâmbio cultural entre o Brasil (Ministério da Cultura do Brasil) e Portugal (CRIA – Centro em Rede de Investigação em Antropologia).

Assista ao vídeo da campanha colaborativa e visite a página FB do projeto “As Marcas de Valadares”.

Contamos com a sua presença!


Curadoria
Patrícia Martins (antropóloga – UFSC, CRIA-IUL)
Antonia Regina Moura Leite (documentarista)
Aorelio Domingues de Borba (luthier)


AS MARCAS DE VALADARES

Prá canta e trová verso
Só de Deus eu tenho medo. Eu tenho verso estudado em todas as juntas dos dedo

Reunindo em sua prática musical um complexo conjunto formado por musicalidades, performances e poéticas, o fandango caiçara está presente entre os litorais norte de São Paulo e do Paraná/Brasil. É́ observado nesta exposição a partir de um dos seus contextos de prática, a Ilha dos Valadares, localizada no município de Paranaguá/Paraná, a partir linhas que remetem as pessoas, objetos e ambientes onde o fandango é produzido, estas imagens revelam as nuances do fandango em Valadares. Sendo parte de uma curadoria coletiva, o período que estas imagens abarcam vão do início dos anos 2000 até os dias atuais, tornando-se um registro das dinâmicas implícitas no fandango nesta localidade, desde a formação da primeira Casa do Fandango construída pelo falecido seu Eugênio Santos, às primeiras festas dedicadas ao fandango que aconteciam nesta ilha, até a formação das Associações, realização de projetos, culminando com o registro do fandango como patrimônio cultural imaterial do Brasil no ano de 2012.

Localizada em Paranaguá, litoral norte do estado do Paraná, a Ilha dos Valadares estabelece uma relação de mediação com a cidade de Paranaguá e com os diversos núcleos de povoamento dispersos em forma de sítios espalhados por esta região. O fandango em Valadares está inscrito nestas fronteiras e nos trânsitos que integram os sítios a ilha e a cidade. É́ nestes caminhos que o fazer fandango na ilha se constitui e é constantemente atualizado. A articulação entre estas três esferas e territorialidades demonstra que este fazer fandango se faz dinâmico, por entre fluxos, incorporando estes movimentos, entre idas e vindas, no entrecruzar de pessoas, instrumentos, versos, afinações e marcas. Marcas estas, que ressoam os batidos dos tamancos, o arrastar dos bailadinhos, os dedos cravejados pelas cordas da viola, os burburinhos do salão de baile, as memórias e vivências de jovens e velhos que trazem consigo as Marcas de Valadares.

Ao longo destas imagens esperamos que o público possa compartilhar desta conotação sensível à qual o fandango proporciona, compreendendo que através de sua prática, fandangueiros e fandangueiras criam, participam e ordenam os seus mundos, imprimindo cada qual as suas marcas.

Patrícia Martins


cartaz-marcas-de-valadares-01

Detalhes

Data:
19/09/2016
Hora:
18:00
Categorias de Evento:
,

Organização

Vários organizadores

Local

ISCTE-IUL
Av. das Forças Armadas 376
Lisboa, 1600-077 Portugal
+ Mapa do Google