(I)mobilidades e a multiplicação de fronteiras