Etnográfica Press | chamada para artigos – call for papers

Etnográfica Press
U
m novo projeto editorial para a antropologia e outras ciências sociais

A Etnográfica Press pretende colocar à disposição de um público alargado obras relevantes das ciências sociais e humanas, em particular lusófonas. Mais especificamente dedicado à antropologia, mas aberto a outras disciplinas (história, sociologia, geografia, estudos culturais…), o catálogo contem obras inéditas e reedições de livros provenientes de coleções antigas e prestigiadas. Os livros são publicados em formato digital, com possibilidade de print-on-demand. O projeto inscreve-se na perspetiva do desenvolvimento da edição eletrónica em acesso aberto: integra a OpenEdition Books, plataforma do portal OpenEdition de recursos informáticos em ciências sociais e humanas, que assegura uma difusão institucional e comercial internacional dos seus títulos na internet.

Coordenada pela direção do Centro em Rede de Investigação em Antropologia, acompanhada pelo mesmo conselho científico internacional que a revista Etnográfica, a Etnográfica Press acolhe obras inéditas selecionadas num processo de peer-review anónimo. Convidam-se os investigadores a apresentarem propostas inovadoras e sustentadas em sólida etnografia ou reflexão teórica. Os títulos repartem-se entre três coleções com linhas editoriais distintas:

Portugal de Perto: série constituída pela reedição integral dos 44 títulos da conhecida coleção de etnografia portuguesa dirigida por Joaquim Pais de Brito, publicada entre 1982 e 2006 pelas Edições Dom Quixote e direcionada tanto a especialistas como ao grande público.

Antropologia: visando inicialmente colmatar lacunas de reedição de trabalhos importantes da antropologia lusófona, esta coleção generalista acolherá também obras inéditas, procurando acompanhar as evoluções teóricas, metodológicas e temáticas da disciplina. Aberta a contribuições das outras áreas das ciências sociais e humanas, a coleção pretende igualmente facultar ao mais amplo público textos de iniciação à análise social e cultural.
Comissão editorial: Antónia Lima (coordenação), Emília Margarida Marques, João Leal.

Etnográfica Books: o projeto coloca-se na senda do trabalho editorial realizado pela revista Etnográfica e visa publicar textos mais desenvolvidos e aprofundados. Abordando uma grande diversidade de contextos etnográficos, a coleção privilegia a qualidade da pesquisa empírica, a diversidade de perspetivas analíticas e a inovação teórica, editando livros nas 4 línguas cuja coexistência constitui uma das originalidades do projeto editorial do CRIA (português, inglês, francês, castelhano). Aberta ao uso do método etnográfico por parte de outras ciências sociais e promovendo o diálogo entre tradições intelectuais diversas, a Etnográfica Books pretende constituir um polo de experimentação e criatividade formal: ambiciona explorar as estimulantes possibilidades de hipertextualidade proporcionadas pela edição multimédia e que têm um interessante potencial para a divulgação de investigações de carácter etnográfico.
Comissão editorial: Jean-Yves Durand (coordenação), Elizabeth Challinor, Miguel Vale de Almeida.

Normas editoriais:

Os documentos submetidos para publicação podem ter a extensão julgada necessária pelos autores, que será avaliada pelas comissões editoriais e pelos leitores externos. As propostas devem incluir um título e até seis palavras-chave em duas línguas: na língua do texto e em português/inglês. 

Identificação do autor:

O autor deverá estar identificado pelos seguintes elementos: nome, filiação institucional (centro de investigação, departamento, universidade), país e endereço de e-mail publicável, nota biográfica (máximo de 10 linhas). Esta identificação é ocultada quando os textos são submetidos a pareceres externos.

Envio de propostas e sistema de avaliação:

Os documentos devem ser enviados para o endereço etnograficapress@cria.org.pt em ficheiro de texto (Word ou equivalente). A seleção das propostas recebidas é da responsabilidade das comissões editoriais e segue um rigoroso sistema de arbitragem por pares, com pareceres de colaboradores externos, em regime de anonimato bilateral.

Extratextos:

Podem ser incluídos quadros e figuras que clarifiquem o argumento, fornecidos com qualidade para publicação.

Direitos sobre o material publicado:

Ao aceitarem a publicação na Etnográfica Press, em forma impressa ou eletrónica, os autores cedem todos os direitos sobre o material publicado ao Centro em Rede de Investigação em Antropologia, entidade proprietária da editora e responsável pela difusão e comercialização dos seus produtos em qualquer formato e suporte julgado adequado à promoção da cultura científica, assegurando sempre que a autoria é devidamente mencionada e respeitada. A matéria dos textos e a obtenção da cedência de direitos sobre as ilustrações são da responsabilidade dos autores.

Referências bibliográficas:

As referências bibliográficas devem ser feitas no sistema “Autor (data)” no corpo do texto, devendo ser elencada a bibliografia referida (e só a referida) no final do texto, no formato definido (ver exemplos na página seguinte ou em números anteriores).

No texto:

Outras opiniões foram já registadas (Malinowski 1921: 345).
Vários autores trabalharam o assunto (Malinowski 1921; Evans-Pritchard 1965).
Fernandes (2002, 2003) expôs este problema.
Como afirmou Evans-Pritchard, “What can he do anyhow?” (1965 [1940]: 166).

Na bibliografia final:

ANTUNES, José M., 2004, “Passado, presente e futuro dos artigos online”, Revista de Informática Experimental, 6 (3), em <http://www.rie.pt/2004/jma1> (consultado em 14/09/2005).

BASTOS, Cristiana, Miguel Vale de ALMEIDA, e Bela FELDMAN-BIANCO (orgs.), 2004, Trânsitos Coloniais: Diálogos Críticos Luso-Brasileiros. Lisboa, Imprensa de Ciências Sociais.

CABRAL, João de Pina, e Nelson LOURENÇO, 2003, Em Terra de Tufões: Dinâmicas da Etnicidade Macaense. Macau, ICM.

CANTÓN DELGADO, Manuela, et al., 2004, Pentecostales Gitanos. Sevilha, Signatura Deimos.

DIAS, Jill, 2002, “Novas identidades africanas em Angola no contexto do comércio atlântico”, em Cristiana Bastos, Miguel Vale de Almeida e Bela Feldman-Bianco (orgs.), Trânsitos Coloniais: Diálogos Críticos Luso-Brasileiros. Lisboa, Imprensa de Ciências Sociais, 293-320.

EVANS-PRITCHARD, Edward E., 1965 [1940], The Nuer: A Description of the Modes of Livelihood and Political Institutions of a Nilotic People. Oxford, Oxford University Press.

FERNANDES, António, 2002, “Como citar textos eletrónicos”, em <http://www.citartextoselectronicos.com/fernandes1> (consultado em 12/05/2003).

FERNANDES, António, 2003, Tudo sobre Textos Electrónicos. Lisboa, Editora E-livros, em <http://www.ebooksparatodos.pt/fernandes/htm> (consultado em 23/04/2004).

MALINOWSKI, Bronislaw, 1921, “Classificatory particles in the language of Kiriwina”, Bulletin of The School of Oriental Studies, 1 (4): 33-78.

 

Conselho científico internacional da Etnográfica Press:

Adriana Piscitelli Unicamp, Brasil piscitelliadriana@gmail.com
Alcida Rita Ramos U. Brasília, Brasil alcidaritaramos@gmail.com
Ana Maria Loforte WLSA, Moçambique ana.loforte@uem.mz

analoforte8@hotmail.com loforteana@gmail.com

Andrea Klimt U. Mass., Dartmouth, EUA aklimt@umassd.edu
Anthony Shelton U. British Columbia, Canadá anthony.shelton@ubc.ca
Antonio Carlos de Souza Lima UFRJ, Brasil acslima@gmail.com
Bela Feldman-Bianco Unicamp, Brasil bfb@uol.com.br
Benoît de l’Estoîle CNRS, França blestoile@gmail.com
Camila Pastor CIDE, Mexico camila.pastor@cide.edu
Carlos Guilherme Valle UFRN, Brasil cgvalle@gmail.com no.time.waste2010@gmail.com
Carmen Rial UFSC, Brasil rial@cfh.ufsc.br
Catherine Hill Oxford Brookes U., RU cmhill@brookes.ac.uk
Cristiano Matsinhe UEM, Moçambique cmatsinhe@teledata.mz cmatsinhe@outlook.com cmatsinhe@kula.com
Diana Espírito Santo PUC, Chile diana.espirito@uc.cl
Didier Fassin Institute for Advanced Study, EUA dfassin@ias.edu
Don Kulick Uppsala University, Suécia don.kulick@antro.uu.se
Gabriella Coleman McGill U., Canadá gabriella.coleman@mcgill.ca
George Marcus Rice U., EUA gmarcus@uci.edu
Gustavo Lins Ribeiro U. Brasília, Brasil gustavor@unb.br
Javier Auyero U. Texas, EUA auyero@austin.utexas.edu
Javier Taks U. República, Uruguai jtaks@adinet.com.uy
Joan Bestard Camps U. Barcelona, Espanha bestard@ub.edu
John-Andrew McNeish NMBU, CMI, Noruega john.mcneish@nmbu.no
Jon Mitchell U. Sussex, RU j.p.mitchell@sussex.ac.uk
Jonathan Xavier Inda U. Illinois, EUA jxinda@illinois.edu
Maria do Mar Pereira U. Warwick, RU M.D.M.Pereira@warwick.ac.uk
Marisol de la Cadena U. California, EUA mdelac@ucdavis.edu
Mark Harris U. St. Andrews, RU mh25@st-andrews.ac.uk
Megan Comfort RTI International, U. California, EUA mcomfort@rti.org
Michel Agier EHESS, France michel.agier@ehess.fr
Miguel Alexiades U. Kent, RU malexiades@icloud.com M.N.Alexiades@kent.ac.uk
Paolo Favero U. Antwerpen, Bélgica paolo.favero@uantwerpen.be
Pedro Tomé Martin CSIC, Espanha pedro.tome@cchs.csic.es
Ramon Sarró U. Oxford, RU ramon.sarro@anthro.ox.ac.uk
Richard Wilson U. Connecticut, EUA richard.wilson@uconn.edu
Rosana Guber CONICET, Argentina guber@arnet.com.ar
Ruben Oliven UFRGS, Brasil oliven@uol.com.br
Sally Cole Concordia U., Canadá sally.cole@concordia.ca
Shalini Randeria IWM, Áustria; IHEID, Suíça randeria@iwm.at

shalini.randeria@graduateinstitute.ch

Stephen Nugent Goldsmiths – U. London, RU s.nugent@gold.ac.uk
Susana Narotzky U. Barcelona, Espanha narotzky@ub.edu
Sylvia Caiuby Novaes USP, Brasil scaiuby@usp.br
Vincent Dubois U. Strasbourg, França vincent.dubois@misha.fr
Virginia R. Dominguez U. Illinois, EUA vdomingu@illinois.edu