Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em Cuba

Investigador responsável: Ana Stela Cunha
Grupo de investigação: Circulação e Produção de Lugares
Tipo de projeto: Projeto internacional
Estado: Concluído
Palavras-chave: Antropologia das religiões | Identidades | Territorialidade


Instituição principal: n.a.
Instituições participantes: CRIA (NOVA FCSH)
Financiamento: OI Telecomunicações – Programa OI Futuro
Referência: PRONAC 124736
Data de início: 01-12-13

Mais informação:

Resumo

O projeto estimulará, através de intercâmbios entre mestres da religiosidade banto, antropólogos e fotógrafos/documentaristas, um diálogo acerca das noções de espaço, território e identidade no Brasil (Maranhão) e Cuba (Havana e Cienfuegos), tendo como eixo das discussões as religiões de ascendência banto (Pajé de Negros e Terecô, MA e Palo Monte, Cuba). O objetivo maior é fomentar tais discussões através do uso das novas tecnologias (blogs, câmeras de vídeo, áudio), abrindo espaço então para diálogos simétricos entre fazedores de cultura e seu entorno, bem como propiciar a documentação/registro de bens imateriais/materiais em contexto religioso específico, tanto em Cuba quanto no Brasil, em espaços que foram/são historicamente privados de acessos a estes bens tecnológicos. Assim, no Brasil trabalharemos com terreiros situados em quilombos (Codó e Guimarães) e em Cuba com os cabildos, associações religiosas que remontam à escravidão anterior. Para isso, faremos um intercâmbio entre artistas, religiosos e acadêmicos cubanos e brasileiros, que fomentarão conversas acerca da noção de espaço e identidade e tratarão de retratar essas “sensações” da comunidade visitada através de tecnologias do aúido visual, como fotografias, imagens de vídeo, experimentos de novas técnicas narrativas. O resultado destes encontros, seminários e coleta de registros de imagens e sons será: oficinas de imagens (fotografia/vídeo) e novas possibilidades narrativas baseadas na oralidade ministradas por nomes expressivos do audiovisual cubano como Senel Paz (roteirista de Fresa y Chocolate, 1998), Roberto Chile, Tata Enrique, sacerdote do Palo Monte. Tais “conversas” (estímulos à produção e registro sonoro/visual) terão como público-alvo os quilombolas religiosos locais mas também interessados em geral. O resultado deverá ser exposição fotográfica e mostra de vídeos editados em conjunto acerca da realidade religiosa nesta região do Maranhão na capital (São Luis). O mesmo será feito em relação à Cuba: iniciados religiosos (pajés, mães e pais de santo) maranhenses, fotógrafo, antropólogo e documentarista maranhenses (ou que trabalhem sob a perspectiva desta zona social) visitarão espaços cubanos que, atis como os maranhenses, tenham a religiosidade banto em sua ancestralidade, proporcionando discussões acerca de noções como identidade, pertencimento, e registrando tais sensações de distintas formas através do uso de novas tecnologias (instagram, fotos, videos curtos, edição de registros musicais religiosos, etc). Este material todo será ao fim compilado e através de seleção conjunta elaboraremos uma exposição maior, envolvendo os dois espaços geográficos (Cuba e Brasil). Esta exposição deverá percorrer os dois países e chegar a Lisboa.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub241*Ana Stela CunhaInvestigador Responsávelproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em CubaProjeto internacionalConcluído
pub109*Clara SaraivaInvestigadorproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em CubaProjeto internacionalConcluído
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT
Dulce FernandesInvestigadorproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em Cuba
Cícero DiasInvestigadorproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em Cuba
Márcio VasconcelosInvestigadorproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em Cuba
Hildo GuimarãesInvestigadorproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em Cuba
Roberto ChileInvestigadorproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em Cuba
Senel PazInvestigadorproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em Cuba
Enrique ArmenterosInvestigadorproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em Cuba
Heridan GuterresInvestigadorproj20*Caboclos Nkisis: a territorialidade bantu no Brasil e em Cuba