✘ 1 Bolsa de Investigação para Doutorado – Ref.ª CRIA BPD_04038_GPQ1

Prazo de candidatura: 12 de dezembro de 2017


Atribuição de uma Bolsa de Investigação para Doutorado no âmbito do projeto estratégico do CRIA UID/ANT/04038/2013

Financiada pela FCT/MCTES através do OE e quando aplicável co-financiada pelo FEDER  no quadro PT2020

Área Científica: Antropologia

Requisitos de admissão: Doutoramento em Antropologia; mínimo de 6 anos de experiência de trabalho de campo sobre migrações e políticas públicas no Norte de Portugal; competências em análise de dados qualitativos; proficiência em português e inglês, conhecimentos básicos de árabe.

Duração da bolsa: 3 meses, eventualmente renováveis.

Data prevista de início da bolsa: 1 de janeiro de 2018

Plano de Trabalhos: De forma a contribuir para a investigação desenvolvida noutras áreas temáticas e geográficas em Portugal, sobre práticas de governação, relações de poder e desigualdade no âmbito do grupo de investigação Governação, Políticas e Quotidiano, o bolseiro irá trabalhar sobre as migrações no norte de Portugal, focando em particular os processos relacionais entre políticas, sentidos culturais, categorias de pessoas e instituições. O plano de trabalhos inclui a análise e a preparação de um artigo internacional.

Local de Trabalho: CRIA, Polo UMinho

Legislação e regulamentação aplicável (regime de atividade): A bolsa é atribuída ao abrigo da Lei Nº. 40/2004, de 18 de Agosto (Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica) e Regulamento de Bolsas e Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia em vigor. www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2015.pdf

Regime de Atividade: A atribuição da bolsa não gera nem titula uma relação de natureza jurídico-laboral, é exercida em regime de dedicação exclusiva e é atribuído ao Bolseiro o Estatuto de Bolseiro, conforme o disposto no Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, www.fct.pt/apoios/bolsas/estatutobolseiro.

Orientação Científica: Professora Doutora Antónia Pedroso de Lima

Condições Financeiras da Bolsa: A bolsa ascende a €1495,00 correspondente à remuneração mensal estipulada na tabela FCT ( www.fct.pt/apoios/bolsas/valores). A este valor acresce o seguro de acidentes pessoais.

Métodos de seleção: A seleção dos candidatos será feita com base na análise do percurso profissional e os requisitos de admissão ao concurso. A ponderação de critérios de avaliação será a seguinte: 1) Experiência de investigação: 60%; 2) CV, em especial publicações sobre a área temática e a zona geográfica: 40%.

Caso se justifique, numa segunda fase, serão feitas entrevistas aos candidatos seriados nos 3 primeiros lugares.

Composição do Júri de Seleção: Presidente: Maria Antónia Pedroso de Lima; Vogais: Maria Cardeira da Silva e Catarina Frois

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados finais da avaliação serão publicitados, através de lista ordenada, no website do CRIA,sendo todos os candidatos notificados por e-mail.

Prazo de candidatura e forma de apresentação da mesma: O concurso encontra-se aberto no período de 27 de novembro a 12 de dezembro de 2017.

As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, através do envio de carta de candidatura (incluindo nome e contacto e-mail de duas pessoas para referência); Curriculum Vitae detalhado; certificado de habilitações; mínimo de 3 artigos científicos recentes (preferencialmente relacionado com migrações e/ou políticas públicas). Todos os documentos devem ser enviados num único e-mail.

As candidaturas deverão ser enviadas obrigatoriamente para o e-mail manuela.raminhos@cria.org.pt.  com cópia para maria.seabra@cria.org.pt, com o assunto  CRIA BPD_04038_GPQ1.


Ata do júri de seleção