✘ Bolsa de Investigação (BI) para Mestre – Ref.ª CRIA_BI _Terras de Bouro

Prazo de candidatura: 1 a 15 de março de 2017

Bolsa de Investigação (BI) para Mestre – Ref.ª CRIA_BI _Terras de Bouro 

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Investigação (BI) a realizar no Centro em Rede de Investigação em Antropologia, no âmbito do Projeto “Despertar Tradições” financiado pela Associação Socio Cultural de Valdosende (Terras de Bouro), ao abrigo do Programa EDP Tradições 2016.

Área Científica: Antropologia

Requisitos de admissão: Mestrado em Antropologia ou mestrado em áreas afins e experiência documentada de investigação etnográfica.

Factores preferenciais

  • Experiência em investigação etnográfica em contexto rural.
  • Conhecimento da realidade sociocultural do Minho.
  • Experiência de recolha de testemunhos da cultura material, das tradições orais e das práticas festivas, em particular em contexto de patrimonialização.
  • Experiência na realização e transcrição de entrevistas, competências na realização de registos audiovisuais e na redacção de textos científicos.
  • Capacidade de planeamento e organização.
  • Carta de condução e carro próprio.

Plano de trabalhos: As actividades a desempenhar pelo/a Bolseiro/a consistem na realização das tarefas científicas previstas no projecto “Despertar Tradições”:

  • Inventariar as tradições musicais associadas a contextos laborais e festivos, distinguindo entre diferentes tipos de cantares consoante as épocas do ano e as actividades agrícolas.
  • Documentar a introdução dos instrumentos musicais nas danças e cantares da região
  • Registar e descrever as memórias dos diferentes trajares antigamente associados a diversas ocasiões.
  • Identificar eventuais práticas tradicionais específicas da região.
  • Recolher artefactos associados à vida da sociedade rural tradicional
  • Efectuar a organização sistemática dos dados e a catalogação dos artefactos recolhidos.
  • Descrever os processos actuais de transmissão dos usos e costumes tradicionais.
  • Redigir um relatório final (entrega no fim da bolsa)

Um elemento da Associação Sociocultural de Valdosende poderá acompanhar o/a bolseiro/a no terreno, de modo a agilizar os contactos com a comunidade local. Os equipamentos necessários para a realização da investigação (computador, máquina fotográfica, câmara de filmar e gravador) serão disponibilizados pela Associação.

A investigação será orientada por dois investigadores do CRIA-UMinho (Jean-Yves Durand e Luís Cunha), a quem o/a bolseiro/a apresentará regularmente os progressos da recolha, da sistematização e da análise das informações.

Local de Trabalho: A investigação será desenvolvida nas freguesias do Concelho de Terras de Bouro. A sede da Associação Sociocultural de Valdosende (Rua 7, Nº 134, 4845 – 043 Terras de Bouro) e as instalações do CRIA-UMinho (Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, Campus de Gualtar, 4710-057 Braga) serão os locais de apoio técnico e administrativo.

Legislação e regulamentação aplicável (regime de atividade): A bolsa é atribuída ao abrigo da Lei Nº. 40/2004, de 18 de Agosto (Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica) e Regulamento de Bolsas e Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia em vigor (www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2015.pdf).

Duração da bolsa: Bolsa atribuída por 3 meses, renovável por 1 mês.

Data prevista de início da bolsa: 1 de Abril de 2017

Regime de Atividade: É atribuído ao Bolseiro o Estatuto de Bolseiro, conforme o disposto no Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, https://www.fct.pt/apoios/bolsas/estatutobolseiro.

Condições Financeiras da Bolsa: A bolsa ascende a € 980,00 correspondente à remuneração mensal estipulada na tabela FCT (http://www.fct.pt/apoios/bolsas/valores). A este valor acresce o seguro de acidentes pessoais.

Método de seleção: Avaliação curricular.

Critérios de selecção

  • Formação: 0 a 30 pontos.
  • Experiência em investigação etnográfica, em particular em contexto rural, e na recolha de testemunhos da cultura material, de tradições orais e de práticas festivas: 0 a 40 pontos.
  • Conhecimento da realidade sociocultural do Minho: 20 pontos.
  • Carta de motivação: 0 a 10 pontos.

A pontuação final de cada candidato resultará da soma dos pontos destes quatro grupos.

O júri poderá não atribuir as bolsas se nenhuma candidatura corresponder aos requisitos pretendidos.

Composição do Júri de Selecção: Presidente: Jean-Yves Durand, Vogais: Luís Cunha, Manuela Ivone Cunha. (investigadores do CRIA-UMinho)

Formalização de candidaturas: As candidaturas são formalizadas pelo envio de carta de motivação acompanhada do Curriculum Vitae, fotocópia dos certificados de habilitações e outros documentos comprovativos considerados relevantes.

Envio de candidaturas: As candidaturas deverão ser enviadas, com a referência CRIA_BI _Terras de Bouro, por correio electrónico, para: manuela.raminhos@cria.org.pt; cc: jydurand@yahoo.com

Prazo de Candidatura: O concurso encontra-se aberto entre 01 e 15 de Março de 2017.

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados finais da avaliação serão publicitados online na pagina do CRIA e afixados na sede, sendo os candidatos notificados através de email.


Ata da reunião do juri