✘ Bolsa de Investigação (BI) para Licenciado/a – Ref.ª AJD/CRIA/FCSH-NOVA

Prazo de candidatura: 11 de janeiro de 2016

Atribuição de uma Bolsa de Investigação (BI) no âmbito do Financiamento do Centro em Rede de Investigação em Antropologia – CRIA/ANT/04038/2013 – para pesquisa no Laboratório Arquivo Jill Dias (AJD/CRIA/FCSH-NOVA).

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Investigação no âmbito do CRIA- Centro em Rede de Investigação em Antropologia, ANT/04038, com o apoio financeiro da FCT/MEC através de fundos nacionais e quando aplicável cofinanciado pelo FEDER, no âmbito do Acordo de Parceria PT2020, nas seguintes condições:

Área Científica: Antropologia

Requisitos de admissão: Licenciados em Antropologia. Frequência de Mestrado em Antropologia.

Plano de trabalhos: Participação na investigação conducente à realização de exposição relativa aos visitantes da Exposição do Mundo Português (1940), em parceria CRIA/Padrão dos Descobrimentos (EGEAC).

Tarefas:

1) Recolha documental, arquivística e on-line
2) Recolha de objetos relativos ao evento e período em causa
3) Acompanhamento de entrevistas
4) Participação orientada na edição de filmes.

O bolseiro trabalhará em colaboração com o responsável do AJD, e restantes membros da equipe.

Legislação e regulamentação aplicável (regime de atividade): a bolsa é atribuída ao abrigo da Lei Nº. 40/2004, de 18 de Agosto (Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica) e Regulamento de Bolsas e Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia em vigor (http://www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2015.pdf)

Local de trabalho: O trabalho será desenvolvido no Centro em Rede de Investigação em Antropologia, pólo FCSH, Edifício I&D, Av. de Berna de Lisboa, nas instalações do Laboratório – Arquivo Jill Dias (AJD), sob a orientação científica da Professora Doutora Maria Cardeira da Silva e da Doutora Marta Prista.

Duração da(s) bolsa(s): A bolsa terá a duração de 3 meses, com início previsto em fevereiro de 2016.

Condições financeiras da bolsa (remuneração): O montante da bolsa corresponde a €745, conforme tabela de valores das bolsas atribuídas diretamente pela FCT, I.P. no País (http://www.fct.pt/apoios/bolsas/valores).

Métodos de seleção: Os métodos de seleção a utilizar serão os seguintes:

1. Avaliação Curricular (70%)

2. Entrevista (30%) aos 3 candidatos melhor classificados na Avaliação Curricular.

Na avaliação curricular serão considerados: os conhecimentos relativos ao tema e período da investigação, e a experiência de investigação nessa área.

Na entrevista serão considerados: o perfil do candidato, a capacidade de trabalho em equipa, a autonomia e criatividade.

Será dada preferência a candidatos com 1) experiência na recolha documental, arquivística e digital, relativa ao período do Estado Novo em Portugal, no domínio do lazer 2) Domínio técnico básico de edição de filmes 3) Experiência prévia em trabalho de equipa de investigação em temas afins.

Composição do Júri de Seleção: Presidente: Professora Doutora Maria Cardeira da Silva; Vogais: Professora Doutora Antónia Pedroso Lima e Doutora Marta Prista.

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados finais da avaliação serão publicitados, on-line na pagina do CRIA e afixados na sede, sendo os candidatos notificados através de email.

Prazo de candidatura e forma de apresentação das candidaturas: O concurso encontra-se aberto no período de 28 de dezembro de 2015 e 11 de janeiro de 2016.

As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, através do envio de carta de candidatura acompanhada dos seguintes documentos: Carta de candidatura, Curriculum vitae, fotocópia do certificado de habilitações, fotocópia do documento de identificação, e outros documentos comprovativos considerados relevantes para a candidatura.

As candidaturas deverão ser enviadas, por correio eletrónico, para o seguinte endereço: manuela.raminhos@cria.org.pt; c/c: smamc@fcsh.unl.pt.