As configurações da antimafia na Sicília

Investigador responsável: Simona Tomarchio
Grupo de investigação: Circulação e Produção de Lugares
Tipo de projeto: Doutoramento
Estado: Em curso
Palavras-chave: Mafia | Anti-máfia | Violência | Beleza


Instituição principal: CRIA
Instituições participantes: n.a.
Financiamento: FCT
Referência: SFRH/BD/132227/2017
Data de início: 01-10-16

Mais informação:

Resumo

A Sicília é vista como prototipo de caso em estudos comparativos de formas emergentes de crime organizado noutros locais. A mafia tradicional rural e arcaica sobreviveu e, atualmente, está infiltrada em vários níveis da sociedade global e da economia à escala internacional. Como resultado, as fronteiras entre o mundo da legalidade e o submundo da ilegalidade tornaram-se desfocados e desapareceram, mantendo — no caso da mafia siciliana — um controle social e cultural do território (Blok 1974). Os movimentos civis da anti-máfia representam um conjunto incontestável de valores concorrentes e antagónicos e portanto impulsionadores de mudança. Durante o meu trabalho de campo, notei como o conceito de beleza era recorrente e usado por oposição à máfia. De acordo com isso, a máfia é o oposto a algo que é lindo e, portanto, moralmente bom e aceitável. A beleza atrai recursos, idéias e cria sinergias contribuindo para o desenvolvimento das áreas mais deprimidas da Sicília.

Investigadores do CRIA

IDNomeFunçãoProjTítuloTipo de projetoEstado
pub139*Miguel Vale de AlmeidaOrientador/Supervisorproj331*As configurações da antimafia na SicíliaDoutoramentoEm curso
pub509*Simona TomarchioBolseiroproj331*As configurações da antimafia na SicíliaDoutoramentoEm curso
Outros investigadores

InvestigadorFunçãoInstituiçãoProjOutrosTitulo_PT
Jane SchneiderOrientador/SupervisorUniversity of New Yorkproj331*As configurações da antimafia na Sicília