2 Bolsas de Investigação (BI) para Mestre – Ref.ª CRIA/04038/BI_NOVA-FCSH_05

Prazo de candidatura: 2 a 16 de outubro de 2018.


Atribuição de 2 Bolsas de Investigação (BI) para Mestre no âmbito do UID/ANT/04038/2013 com apoio financeiro da FCT/MCTES através de fundos nacionais (PIDDAC).

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de 2 Bolsas de Investigação (BI) para o grau de Mestre, para alunos inscritos no programa de Doutoramento em Antropologia da NOVA-FCSH, no âmbito do UID/ANT/04038/2013 com apoio financeiro da FCT/MCTES através de fundos nacionais (PIDDAC).

Área Científica: Antropologia

Requisitos de admissão: Inscrição no Doutoramento em Antropologia da NOVA-FCSH.

As candidaturas devem incluir:

  1. Carta de candidatura;
  2. Projeto de investigação (máximo 3 páginas com indicação de objetivos, metodologia, plano de trabalho e resultados esperados). O projeto deve inserir-se numa das áreas temáticas dos Grupos, Linhas e/ou núcleos de investigação do CRIA;
  3. Certificado de inscrição;
  4. Indicação e parecer do orientador no CRIA

Legislação e regulamentação aplicável (regime de atividade): a bolsa é atribuída ao abrigo da Lei Nº. 40/2004, de 18 de Agosto (Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica) e Regulamento de Bolsas e Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia em vigor. www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2015.pdf

Local de trabalho: O contrato de bolsa será estabelecido com a NOVA-FCSH e o trabalho será desenvolvido no Centro em Rede de Investigação em Antropologia, no pólo CRIA/NOVA-FCSH.

Duração da(s) bolsa(s): As bolsas terão a duração de 3 meses, com início previsto em Novembro de 2018.

Condições financeiras da bolsa (remuneração): O montante da bolsa é de 980 euros, conforme tabela de valores das bolsas atribuídas directamente pela FCT, I.P. no País (http://www.fct.pt/apoios/bolsas/valores).

Métodos de selecção: Os métodos de selecção a utilizar serão os seguintes:

1º Fase: Avaliação Curricular e do projecto

2ª Fase: Entrevista (Para os três candidatos melhor classificados na 1ª fase)

Na primeira fase serão considerados: a) a qualidade do projeto (60%); b) o curriculum académico (40%).

Na avaliação do projeto serão considerados: a sua adequação às linhas de investigação das áreas temáticas e grupos de trabalho do CRIA, consistência teórica e metodológica, exequibilidade e carácter inovador.

Na entrevista serão considerados o perfil do candidato, a sua autonomia, criatividade e capacidade de concretização dos objetivos propostos.

Composição do Júri de Seleção: Presidente: Maria Cardeira da Silva. Vogais; Antónia Pedroso de Lima, Cristina Santinho e Marta Prista.

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados finais da avaliação serão publicitados, on-line na pagina do CRIA, sendo os candidatos notificados através de email.

Prazo de candidatura e forma de apresentação das candidaturas: O concurso encontra-se aberto no período compreendido entre de 2 a 16 de outubro de 2018.

As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, através do envio para o endereço: maria.seabra@cria.org.pt com cópia para m.cardeira@fcsh.unl.pt com a referência CRIA/04038/BI_NOVA-FCSH_05 no assunto na mensagem (A ausência de identificação da bolsa em candidatura implica a sua exclusão).